Bruno Koga

A vida é um Picnic

Todos os dias, nas idas e vindas para o trabalho, parece que estou vivendo um sonho. Amo essa cidade. Amo as ruas, os canais, as pessoas, as bicicletas, os mercados de rua, as casas tortas.

É um pouco surreal para mim acreditar que estou vivendo isso. O tempo tem voado e muitas coisas aconteceram nesses cinco meses que estou aqui.

Falando especificamente do trabalho (afinal, foi para isso que eu vim), nunca imaginei que aprenderia tanto nesses últimos meses. Me inspirei a colocar duas iniciativas em prática para tentar compartilhar um pouco de tudo que eu estou aprendendo (o Invariante e o Podcast do CocoaHeads Brasil). Tive a imensa sorte de cair de pára-quedas em um projeto desafiador que me deu espaço para crescer como desenvolvedor. Nesses últimos cinco meses, tive a sorte de trabalhar lado a lado com um dos desenvolvedores mais competentes que já conheci. Tive o prazer de trabalhar com um time que, embora pequeno, fosse extremamente qualificado e, acima de tudo, fomado por seres humanos extraorinários.

É triste - de novo - ter que deixar a empresa e colegas de trabalho que me receberam de braços abertos e me ensinaram tanto. Essa tristeza de partir só fortalece o sentimento de que os meus dias aqui superaram (e muito) as minhas expectativas. Mas a vida é isso. Momentos tão incríveis que parecem um sonho.

A vida é um Picnic.